www.flickr.com

Jeso Carneiro

Santarém (Tapajós, Amazônia) e cercanias - fatos, fotos e opiniões.



quarta-feira, janeiro 30, 2008

Cadeia de impunidade

por Edilberto Sena (*)

O governo brasileiro parece envergonhado, indignado e carregado de outras emoções por causa de um registro de mais um escandaloso desmatamento na Amazônia. Não só escandaloso, mas desastroso desmatamaento. Promete agora, já meio tarde, uma força-tarefa para atacar os criminosos e estancar a devastação.

Como alguém disse antes: será chantagem ou será verdade que agora é pra valer esse arroubo de indignação presidencial? A ministra do Meio Ambiente, segundo informações, foi quem primeiro anunciou o resultado da pesquisa do Inpe, em reunião do conselho de ministros. E dividiu a responsabilidade com sua colega Dilma Rousself, que há um ano ficou responsável de zelar pelo desmatamento zero.

Já o governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, misto de mucura tomando cota do galinheiro, pois é o maior desvastador de matas, dado que é o maior plantador individual de soja do Brasil, preferiu dizer que o Inpe está mentindo. Que os números estão errados, como que diz que no Mato Grosso não se derrubou nenhum pé de imbaúba.

Para manter a Amazônia gerando riquezas e gerando bem-estar para os moradores da região e o bem do Brasil e do planeta terra, seria preciso o governo eliminar da região mineradoras, as grandes fazendas pecuárias, as madeireiras, o agronegócio da soja e deixar de construir grandes hidroelétricas nos rios amazônidas.

E não é para deixar a floresta intacta, mas sim criar um novo sistema de tirar as riquezas daqui, sem derrubar matas, nem expulsar os ribeirinhos de seu habitat e garantir orientações para extrair o que as florestas oferecem sem precisar destruí-las. Um novo modelo de administrar a floresta que não seja esse depredador atual, onde uns poucos ficam ricos, iludem a população local com um empreguinho, em geral temporário, e deixam a região poluída, destruída e mais pobre.

Infelizmente não é essa a política do governo brasileiro, que favorece a entrada das multinacionais, estimula o agronegócio e ainda anuncia construção de grandes hidrelétricas para gerar "energia limpa para os de lá".

Aí, diante do desastre anunciado mais uma vez, o governo chega com falsos alarmes e grandes promessas de fiscalização por terra, ar e rios, sem vontade política. Isto é conversa fiada.

O Ibama em Santarém tem feito milagre com constantes apreensões de madeira ilegal. Os pátios do órgão estão lotados. No entanto, depois que o Ibama faz sua parte, não se ouve mais falar de algum criminoso de madeira pagando multa ou indo para o presídio.

O Estado, e aqui se inclui o Judiciário, não demonstra seriedade na aplicação de cuidados para moralizar sua presença na Amazônia. Se o Ibama prende 3 ou 4 caminhões com madeira ilegal, mas o resto do aparato estatal não funciona e aí os criminosos da floresta já pegaram a manha.

Informantes dizem que no preço da madeira que eles exportam já incluem a multa a ser paga, caso os furtos forem apanhados e sentenciados. Se o governo quer ser levado a sério terá que, além dos 780 membros da Polícia Federal terem que vir permanente à região, tem que aparelhar bem os outros órgãos como Ibama, Incra, Ministério público federal.

Isto, além de o Judiciário por na cadeia os criminosos. Mas, vamos observar o que vai ocorrer nestes dias e daqui a um ano.

--------------------------

* Santareno, é padre diocesano. Dirige a Rádio Rural AM e é pároco da igreja de N.S. de Guadalupe, no bairro de Nova República.

Dada a largada

José Ronaldo Dias Campos tornou-se o 1º leitor do blog a aderir à campanha de doação de livros para a biblioteca Silvério Sirotheau Corrêa, do fórum de Santarém.

O advogado e ex-presidente local da OAB doou 4 obras, entre elas, Direito Processual Civil Brasileiro, de Vicente Greco Filho.

Participe você também!

Até o final do mês, o blog e seus leitores pretendem entregar 300 livros - referência aos 3 anos de existência deste espaço - à biblioteca.

Elitista e parcial

Do jornalista (e advogado) Alailson Muniz, a propósito do post Justiça mais ágil: a receita VI:

Existem mil e uma maneiras técnicas de se acelerar o processo no judiciário brasileiro. No entanto, o Brasil é um país esculpido por uma gigantesca desigualdade social. E isso deve ser levado em consideração quando se fala em instituições, pois explica muita coisa para quem tem a visão além do alcance.

Devido à desigualdade, o judiciário tornou-se um poder elitista e, portanto, parcial em suas decisões. Os interesses que o norteiam sempre decidem o futuro dos litígios, sendo que a maioria deságua no fator economia.

A característica “jeitinho brasileiro” não ficou de fora na elaboração do ordenamento processual. Outrossim, o sucateamento proposital das instituições do judiciário agrava ainda mais a situação. Deixando de lado a técnica, a justiça seria mais célere se tivéssemos juízes que não se achassem deuses, mais defensores públicos e promotores, mais comarcas e juizados, além do que os órgãos de fiscalização poderiam funcionar e deixar de existirem apenas no papel.

Idéias existem muitas para acelerar o judiciário, mas o poder de pô-las em pratica está nas mãos de alguém que não quer. Todavia, com estrutura física e humana, bastasse que o poder judiciário fosse humanista que a celeridade seria uma conseqüência.

FPF divulga rodadas do Parazão

O diretor técnico da FPF (Federação Paraense de Futebol), Paulo Romano, divulgou oficialmente hoje as duas primeiras rodadas do Parazão 2008.

Por problemas de alguns estádios interditados, a FPF teve que fazer alguns ajustes em mando de campo, e formatou as duas primeiras rodadas assim:

1ª rodada - Sábado, 9 de fevereiro

Remo x Pedreira, 16h, no Mangueirão

Domingo, 10:

Tuna x Tiradentes, 10hs, no Sousa
Obs.: Se não for liberado o Sousa, o jogo será no Mangueirão.

Castanhal x Ananindeua, 10hs, no Maximino Porpino/Castanhal

Paysandú x São Raimundo, 16h, na Curuzu
Obs.: Se a Curuzú for vetada, o jogo será no Mangueirão

Vila Rica/Cametá x Águia, 17h, no Ofelino Martins/Parque do Bacural/Cametá
Obs. Se o estádio vetado, o jogo passará para terça-feira, 12, às 16hs, no Maximino Porpino, em Castanhal

2ª- rodada - sábado, 16.

Ananindeua x São Raimundo, 16h, na Curuzu
Obs.: Se a Curuzu não passar na vistoria, o jogo passará para o domingo, 17, às 16, no estádio Maximino Porpino, Castanhal.

Domingo, 17

Tuna x Pedreira, 10h, no Mangueirão

Castanhal x Águia, 10h, no Maximino Porpino/Castanhal

Remo x Tiradentes, 16h, no Mangueirão

Vila Rica x Paysandu, 17h, no Ofelino Martins/Parque do Bacural/Cametá.
Obs.: Se o Parque do Bacural não passar na vistoria, o jogo será no sábado, às 16h, no Mangueirão.

Fonte: Minael Andrade/Rádio Rural AM

Singela homenagem

Uma faixa com rasgada homenagem amanheceu tremulando ontem, na travessa 15 de Novembro, em pleno e movimentado centro comercial de Santarém.

Fazia referências, em letras garrafais, ao editor do jornal cipoalense Estado do Tapajós, o incorrigível jornalista Miguel Oliveira.

Mas não ficou por muito tempo no local. Foi retirada tão logo o destinatário do verbo ferino colocou os olhos nela.

Ainda hoje, o blog haverá de publicar a foto-flagrante.

Da terra

É santareno o mais provável novo chefe de gabinete do vice-governador Odair Corrêa (PDT). Trata-se de Solano Lisboa Filho (foto), que atualmente comanda o Sebrae em Abaetetuba.

Ele vai substituir o atual ocupante do cargo, Mauro Marques, interino.

Informática , acesso a informações e sigilo

Por Grazziano Guarany (*)

Trabalho como profissional na área de informática há mais de 20 anos (comecei cedo). Primeiramente, na área de desenvolvimento de programas e mais recentemente na gerência de departamentos. Desde o inicio, quando eu ainda era bem novinho, assustava-me o volume de informações a que eu tinha acesso. No princípio, trabalhava apenas com softwares para área administrativa e financeira.

Ainda com dezoito anos, já tinha acesso aos controles de contas a pagar, contas a receber e fluxo de caixa de empresas que movimentavam somas de valores sobre os quais eu só tinha ouvido falar ou visto na TV, filho de família humilde que eu sou. Durante a minha vida profissional, trabalhei em vários softwares e, por conseqüência, tive muitas vezes acesso a dados os quais eu preferiria não saber. (...)

[Clique aqui], para ler o artigo acima na íntegra.

---------------------

* Santareno, é consultor de informática.

ONG na mira da Justiça

A Missão Novas Tribos do Brasil, origem americana e com incursão aqui no Pará na aldeia Zo'e, figura na relação das 25 ONGs que serão investigadas pelo Ministério da Justiça.

Ela é suspeita, segundo revela hoje o JB (Jornal do Brasil), de usar o trabalho religioso como pretexto para destruir a cultura indígena, praticar a biopirataria, realizar prospecção ilícita do subsolo e contrabandear minerais de áreas indígenas.

Números

11. Total de vereadores cassados no Pará, por infidelidade partidária, até agora.

Só ontem, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) cassou 3, à unanimidade:

* Maria Vanda do Nascimento Costa (Portel);

* João Cunha de Oliveira (Acará) e

* Manoel Odinaldo da Silva (Marapanim).

Fonte: TRE/PA

Em busca do título

Advogado santareno em Belém, André Cavalcante comenta o post SR vai participar do Parazão:

O São Raimundo pretende não só participar do campeonato como, também, brigar pelo título. Nós aqui de Belém e os diretores do clube aí em Santarém vamos unir forças a todos que querem ver o único time do oeste do Pará brilhando mais uma vez.

Quanto à mudança da tabela por conta da desistência do Abaeté (ainda não foi oficializada), o Sandeclei Monte esta em negociação com a Diretoria Técnica da FPF para que seja mantida a seqüência original dos jogos. Neste caso, o Pedreira assumiria a seqüência do Abaeté.

Algumas pessoas já se dispuseram a ajudar o clube neste campeonato, inclusive o grande Zé Orlando Freire que, se Deus quiser, voltará a ser prefeito do Ipixuna ano que vem. Além dele, estamos conversando com mais algumas empresas, inclusive uma ótica que em breve abrirá loja em Santarém.

Meu único lamento é não contar com a mesma boa vontade do empresariado daí de Santarém. Espero que a intenção da prefeita Maria do Carmo de conseguir alguns patrocinadores na iniciativa privada dê certo.

Por outro lado, espero que a torcida santarena dê sua resposta se conseguirmos levar alguns jogos para o Barbalhão, em especial os clássicos. Ainda tenho esperança que isso aconteça.

Blog completa 3 anos

Num dia como hoje, há 3 anos, o blog entrava em cena pela primeira vez. De lá até cá arrebatou a audiência de 554.636 internautas (page views) ou 353.023 visitas únicas dos mais diferentes pontos do planeta.

Neste período, produziu-se 17.432 notas, entre fotos, artigos, informações e contrapontos. Fez escola. Fez história. Tornou-se hábito.

Feliz aniversário, leitores, nosso maior capital!

Frase do dia

Prefiro a Justiça mais demorada do que a injustiça rápida; o ideal será Justiça e agilidade - o que não será possível em todos os casos, mas em boa parte deles.

Miguel Borghezan, advogado.

terça-feira, janeiro 29, 2008

Estréia é contra o Ananindeua

Banner GAZETA formato novoDo jornalista Minal Andrade (Rádio Rural AM), sobre a nota abaixo:

Jeso,

O Abaeté oficializou sua saída do campeonato, com isso a FPF [Federeração Paraense de Futebol] chamou o Pedreira, do Mosqueiro. O São Raimundo, se confirmado, estréia no estadual não no dia 9, e sim dia 10, e contra o Ananindeua - não mais contra a Tuna.

Mais: o estádio Baenão foi vetado hoje pela manhã pelo Corpo de Bombeiros, e o Francisco Vasquez à tarde, pela Vigilância Sanitária.

SR vai participar do Parazão

Em reunião realizada há pouco, a diretoria do São Raimundo bateu o martelo e confirmou a participação do time no Parazão 2008.

Além do patrocínio da Prefeitura de Santarém, estipulado em R$ 35 mil/mês por toda a competição, o Pantera Negra deve fechar mais uma cota com uma empresa em Belém. O acerto está sendo feito pelo advogado André Cavalcante.

Os jogadores que residem na cidade, segundo revelou ao blog o diretor de futebol do clube, Jardel Guimarães, embarcam amanhã com destino à capital paraense. Lá, se juntarão aos 5 jogadores do Rio de Janeiro e 3 de Amapá contratados para defender a equipe no campeonato.

O São Raimundo estréia dia 9 de fevereiro contra a Tuna Luso, no estádio Francisco Vasquez.

É tetra

A Alcoa, que está implantado uma mina de bauxita em Juruti, oeste do Pará, foi nomeada pela 4ª vez consecutiva uma das empresas mais sustentáveis do mundo.

A divulgação foi feita semana passada, durante a reunião anual do Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça).

Justiça mais ágil: a receita IV

Do juiz federal do trabalho Océlio Morais, a propósito do post Justiça mais ágil: a receita:

As proposições apresentadas pelo ilustre conselheiro do CNJ são bem-vindas e precisam, realmente, de uma atenção bem especial dos órgãos administrativos do Poder Judiciário e do Congresso Nacional.

Não é compreensível, a meu ver, exigir da Justiça (e dos juízes, por conseguinte) a razoável duração do processo, se mecanismos objetivos não são adotados para viabilizar esse princípio constitucional e, por conseguinte, desburocratizar do cidadão ao Judiciário.

Vejo com preocupação, por exemplo, a forte intenção da se extinguir o Ius Postulandi na Justiça do Trabalho, um instituto de especial relevância à cidadania, que, se extinto, fere a própria Constituição, no que diz respeito ao acesso gratuito ao Judiciário.

Já apontei, em artigos publicados em seu blog, algumas medidas para simplificar o acesso ao judiciário e tornar mais célere as decisões judicias. Algumas delas. reitero, nesse momento:

a) Enxugar o sistema processual, por exemplo, extinguindo o Agravo de Instrumento intempestivo e deserto ou o agravo de Instrumento de recurso deserto e intempestivo (prática que adoto há algum tempo);

b) Obrigação de prolação de todas as sentenças líquidas, inclusive nos embargos de declaração com efeito modificativos (prática que adoto há vários anos);, o que vai acabar em definitivo com as liquidações por artigos e por arbitramento;

c) Inexigibilidade de mandado de citação em caso de acordos inadimplidos, com execução imediata e pagamento imediato (prática que, pelo que sei, foi e é pioneira no âmbito da Justiça brasileira), o que agiliza todo o processo de execução;

d) Combate efetivo das práticas de litigância de má-fé e lide simulada (não apenas das partes), mas também daquele advogado que assim também agir, o que salvaguardará o conteúdo ético do processo;

e) Majoração bem expressiva do valor da multa judiciária (em casos de litigância de má-fé, lide simulada, ato atentatório à dignidade da Justiça), pois a atual multa judiciária (1% sobre o valor da causa ou da condenação) é irrisória e não surte o efeito prático pedagógico desejado;

f) À parte (e ao advogado) que forem declarados litigantes de má-fé, praticarem lide simula, cometem ato atentatório à dignidade da Justiça, aplicar, por exemplo, vedação de postular em Juízo por um certo prazo, dobrando o prazo em caso de reincidência;

Confesso meio entusiasmo com a preocupação do nobre conselheiro Joaquim Falcão.

Números

6,75%. Aumento percentual de turistas que visitou o Pará em 2007 em relação ao ano anterior.

Isso representa 555.835 visitantes.

Fonte: Mercados&Eventos

Doe um livro

O blog fechou apoio integral à 1ª campanha de doação de livros (novos e usados) para a biblioteca Silvério Sirotheau Corrêa, do fórum de Santarém.

Aberta ao público em geral, a biblioteca ganhou espaço novo e opera, agora, com os serviços de uma expert no setor, a bibliotecária Josiane Neves.

Segundo ela, a campanha não é apenas para enriquecer o acervo na área jurídica. Mas também dotar o local de livros para consultas no campo da medicina legal, língua portuguesa (gramática), literatura, jornalismo, informática e contabilidade.

Serviço

Quem quiser doar é só dirigir à biblioteca, na avenida Mendonça Furtado, s/n, no horário das 8 às 14h, de segunda à sexta-feira.

Midia Alcance - valendo

Os traidores

Quem são os judas mencionados, mas cujos nomes não foram revelados, na 2ª carta de apoio ao ex-titular do Incra na região Pedro Aquino?

O signatário do blog caiu em campo, para desvendá-los. Isso desde que o post foi ao ar, manhã cedo.

Telefonemas foram, então, disparados a diversas lideranças do movimento social em Santarém e cidades vizinhas.

Eis, segundo os consultados, os "traidores":

1. Venilsom Taveira, do CEFTBAM (Baixo Amazonas);

2. Maria Rosa, da Fetagri-BAM (FETAGRI~BAM);

3. José Maria, de Juruti;

4. Maria do Carmo, prefeita de Santarém;

5. Socorro Pena, secretária estadual (Pesca);

6. Everaldo Martins Filho, secretário municipal em Santarém (Planejamento);

7. José Costa, de Monte Alegre;

8. João Evangelista Fonseca, ex-chefe da Unidade Avançada do Incra em Monte Alegre;

9. Deputado federal Paulo Rocha, e

10. Padre Edilberto Sena, diretor da Rádio Rural AM.

Candidato ao TJ

Em Santarém, em campanha, o advogado Luís Neto, candidato na eleição da OAB/Pará para desembargador do TJE (Tribunal de Justiça do Estado).

No próximo mês, será realizada a argüição pública dos postulantes do cargo. Nessa peneirada, 12 serão escolhidos. São eles que serão submetidos às urnas, pelo voto direto dos advogados.

Os 6 mais votados vão compor a lista a ser enviada à mais alta corte paraense. E, enfim, escolhido o novo integrante do TJ.

Justiça mais ágil: a receita III

Do advogado Miguel Borghezan, sobre o post Justiça mais ágil: a receita:

Prezado Jeso,

Precisamos mais do que três medidas para tornar a JUSTIÇA ágil. Destaco o que é importante porque de nada adiantará ser ágil sem promover a JUSTIÇA, sentimento que a todos conforta, acalma, promovendo a paz.

Prefiro a JUSTIÇA mais demorada do que a injustiça rápida; o ideal será JUSTIÇA e agilidade - o que não será possível em todos os casos, mas em boa parte deles. Para tanto sugiro:

1º) reunir processos repetitivos, que tenham igual base material e pedidos, para decisão conjunta, evitando sentenças diferentes sobre o assunto;

2º) realizar audiências preliminares (inclusive com conciliadores do Juízo nas causas de direitos patrimoniais disponíveis) buscando pronta conciliação dos interesses em litígio, colhendo provas para eventual antecipação (total ou parcial) da tutela jurisdicional reclamada.

3º) eliminar o duplo grau de jurisdição obrigatório para o Poder Público, maior recorrente, visto possuir elevada representação jurídica, não mais se justificando o benefício e proteção especiais; reduzir os prazos da Fazenda Pública nos processos, e assim os dos precatórios obrigando, no mínimo, ao pagamento de um valor mensal a partir do trânsito em julgado da decisão até quitação da dívida por meio do precatório judicial.

Estas são três dentre muitas medidas necessárias, ao nosso sentir; podem até nem ser as mais importantes, mas auxiliariam a distribuir JUSTIÇA.

banner - médio - esse sim - OAB

Chuvas e trovoadas

Começa hoje o inferno astral do todo-poderoso secretário municipal Everaldinho Martins Filho (Planejamento).

Imagens de Santarém

Foto: Celivaldo Carneiro
Vela azul, com fundo azul tapajõs

Vela azul sobre fundo azul tapajós.

Preparação para "guerra"

O senador Flexa Ribeiro (PSDB) acerta os últimos detalhes para a realização do seminário Agenda PSDB 2008.

O objetivo é um só: traçar a estratégia tucana para as eleições deste ano no Pará.

Mais apoio a Pedro Aquino

Saiu mais uma carta de apoio ao ex-superintendente do Incra/Santarém Pedro Aquino. [Clique aqui], para ler a anterior.

Desta vez, assinada, entre outros, pela ex-vereadora ximanga Áurea Nina (PT) e pelo ex-secretário municipal José Amazonas (Juruti).

Nela, os signatários não economizam elogios a Aquino.

- Queremos te agradecer pela tua enorme luta em prol das famílias clientes de reforma agrária. Foste muito corajoso ao abraçar esta nobre causa, compraste briga com “gente grande”, “grupos poderosos”, que tiveram seus interesses mesquinhos atrapalhados por um “caboco bom” que ousou trabalhar a regularização fundiária de 58 mil famílias do Oeste do Pará - diz o documento.

Sem dar nomes, a carta critica os "judas do movimento social", que "encamparam o discurso enganoso das elites dominantes" contra Pedro Aquino. "Foi para nós a parte mais dolorida do processo", escrevem os missivistas.

Frase do dia

É possível que o jeito do tal "cuximã" seja o mesminho do "abadá", só mudando o nome. Ainda assim já seria um bom começo. E é possível que mudemos também a ordem do trio, as letras e ritmo das músicas etc.

Florêncio Vaz, sociólogo e frei, em contraponto à pensata A leseira do cuximã.

segunda-feira, janeiro 28, 2008

Empresário constesta blog

De Wellington Alves Valente, sócio-proprietário da Polis Consultoria Ltda., sobre o post Gancho de esquerda:

Em atenção a noticias veiculadas em seu Blog na rede mundial de computadores, a respeito do processo de inscrição da Companhia Vale do Rio Doce na dívida ativa da União, temos a esclarecer os seguintes fatos:

- Em primeiro lugar, o processo se originou no ano de 2.001, pelo Município de Parauapebas, sob a gestão da então prefeita e hoje deputada federal Bel Mesquita;

- Àquela época, Parauapebas, de forma inovadora, celebrou convênio com o DNPM e propriciou condições para que os trabalhos de fiscalização fossem realizados tanto em Parauapebas, quanto em São Luis, no Rio de Janeiro e Vitória no Espírito Santo;

- Realizados os trabalhos de fiscalização, o DNPM e o Município de Parauapebas constataram a existência do passivo dos royaltes, tendo sido lavrado o respectivo auto de infração que hoje se tornou em uma dívida ativa da união, conforme inscrição processada pelo DNPM;

-Também não procede a informação de que os trabalhos foram realizados por uma empresa do Paraná, visto que a mesma sequer participou dos trabalhos acima relatados, visto que o Município teve o suporte técnico e jurídico prestado pela EMPRESA POLIS CONSULTORIA LTDA, sediada na cidade de Belo Horizonte, com sucursal em Marabá, conforme contrato celebrado à época e ainda em vigor junto à Administração Municipal, sendo que a mesma presta serviços de consultoria tributária para várias cidades do sul e sudeste do Pará, inclusive para a AMMEPA, que é a associação de Municípios Mineradores do Pará;

- Todos os trabalhos de depuração dos débitos fiscais da VALE em relação aos royaltes devidos a Parauapebas foram realizados pela citada empresa, contratada pela então prefeita BEL MESQUITA e não pela atual administração, que apenas "herdou" este crédito tributário.

Assim, feitos os esclarecimentos acima, esperamos que as notícias veiculadas recebam o devido reparo.

Atenciosamente,

Wellington Alves Valente

Justiça mais ágil: a receita II

Do professor e advogado Maurício Leal Dias, abrindo um interessante debate a propósito do post Justiça mais ágil: a receita:

Jeso, penso que três medidas, para tornar a Justiça mais rápida, devem ser adotadas:

1 - Ampliação e estruturação material e funcional dos Juizados Especiais e valorização de soluções informais de litigios, inclusive os coletivos e difusos;

2 - Que os Poderes do Estado (Executivo, Legislativo e Judiciário) disseminem através das várias mídias existentes, Cartilhas de Cidadania para trazer o Direito para o cotidiano das pessoas;

3 - Promoção da responsabilidade ética dos profissionais do Direito (juízes, promotores, advogados) através de suas escolas de formação (escolas superiores da Magistratura, Ministério Público e Advocacia) para que estes atores compreendam o seu papel histórico-social e não de sujeito neutros, cegos,mudos e surdos à exclusão social.

Teste das urnas 3

Mauricio CorrêaCandidato a vice-prefeito na chapa de Antônio Rocha em 2004, o jovem empresário Maurício Corrêa (foto) se prepara para a disputar a eleição deste ano. Agora pelo PMDB.

Vai encarar pela 3a. vez as urnas - a 2ª por vaga à Câmara dos Vereadores.

Ele tem um bom retrospecto neste tipo de pista. Em 2000, foi o mais votado do pleito, obtendo mais de 3.200 votos.

Na época, vestia a camisa do PDT.

Números

600 mil. Total de assinaturas, até agora, do abaixo-assinado iniciado pela atriz Cristiane Torloni e pelos atores Juca de Oliveira e Vitor Fasano contra o desmatamento da Amazônia.

A intenção do trio é entregar o documento ao presidente Lula quando as adesões chegarem a 1 milhão.

Fonte: Agência Estado

Chapa quente

A indicação do atual diretor do Detran/PA, Lívio de Assis, para a presidência da Eletronorte, com a bênção de Jader Barbalho, vem encontrando resistência dentro do governo Lula.

-----------------------

Atualizado às 16h06

Aqui, o leitor pode ler a defesa ao estilo nada devo do pupilo de Jader.

Contra maré

Na coluna Repórter 70 (O Liberal), hoje:

Interior

Castanhal vai colher hoje os frutos do incentivo ao clube da casa. Em seu aniversário, o município será alvo da mídia por conta do amistoso do Japiim com o Remo. A prefeitura de Cametá também abriu os olhos e apóia o Vila Rica.

É a mesma estratégia utilizada pela prefeitura do Recife, que patrocina Sport Recife, Santa Cruz e Náutico. A prefeitura de Santarém, corre contra a maré. Prometeu R$ 50 mil ao São Raimundo para que a equipe disputasse o Parazão. Depois, diminuiu para R$ 35 mil. Sequer a Pantera poderá mandar nos seus jogos diante de sua torcida.

Justiça mais ágil: a receita

Como tornar a Justiça mais ágil?

A receita a seguir é de Joaquim Falcão, professor de Direito Constitucional e membro do Conselho Nacional de Justiça em artigo à Folha de S. Paulo e repercutido no blog de Frederico Vasconcelos:

1ª) acelerar a produção de súmulas e focar em questões de direito processual, controlando o abuso de recursos: as súmulas são fundamentais e destinam-se a conter a multiplicação de processos;

2ª) estabelecer critérios para garantir o direito ao prazo razoável do processo, e

3ª) priorizar casos que digam respeito à litigância de má-fé e à lide temerária.

Bahia, abadá e cuximã

banner - INSS - aprovação novo formatoDo frei e sociólogo Florêncio Vaz, residente em Salvador (BA), sobre a pensata A leseira do cuximã:

Nelson, irmão, vejo que a proposta do "cuximã" deveria nos levar a uma reflexão maior do que simplesmente a decisão entre o concordo ou discordo. Você está certo em dizer que não é só porque algo foi usado pelos indígenas que será automaticamente bom para ser usado pelos santarenos. Eu nem sei mesmo como seria essa indumentária indígena-carnavalesca. Mas, conhecendo o espírito de Laurimar Leal, um defensor ardoroso das nossas coisas nativas, concordo com a inspiração inicial. Veja.

O Carnaval no Recife tem a cara dos recifenses e pernambucanos, com sua diversidade e irreverência típicas. O Carnaval em São Luís do Maranhão é único com suas raízes afro-indígenas, bem diferente dos blocos afro ou do "axé" de Salvador e das escolas de samba "show para gringos" do Rio de Janeiro. Cada região ou povo constrói suas manifestações culturais próprias e procura diferenciá-las das outras vizinhas. Buscar ser diferente é da essencia dos povos. E o Carnaval é uma prova disso.

A generalização do estilo "axé" levou para o Brasil todo este modo de fazer Carnaval inventado em Salvador faz menos de 30 anos. Uma micareta em Manaus ou em Fortaleza é a mesmice só. Um tipo de Carnaval que até na Bahia está sendo muito condenado, principalmente depois da morte de Antonio Carlos Magalhões (os anos ACM foram embalados pela trilha sonora do "axé", cujos artistas ele soube favorecer bem).

Hoje ninguém aguenta mais o "apartheit" das cordas dos blocos, com os brancos e ricos turistas brincando protegidos por "cordeiros" negros e pobres, enquanto na "pipoca" a violência rola geral, inclusive a Polícia baixando o pau na galera que não pode pagar um "abadá" de R$1.000,00.

A violência no Carnaval ainda é associada ao rítmo e às letras das músicas, que nao deixarão clássicos, a exemplo de outros ritmos ligados ao samba. A festa do Senhor do Bonfim acabou com os trios de "axé" para pacificar mais os brincantes. (...)

[Clique aqui], para ler o comentário acima na íntegra.

Santareno fica em 1º lugar em concurso para juiz no AM

Computados os pontos e homologado o resultado do concurso C-072 para juiz substituto do trabalho no Amazonas, o santareno Deodoro Tavares (foto) ficou em 1º lugar entre os aprovados.

Obteve a média 8,26.

Deodoro, servidor do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 8ª Região (PA/AP), tomará posse do cargo até o próximo dias 25 de fevereiro, em Manaus.

Ao todo, 20 candidatos foram aprovados.

Baque

Com a morte da esposa Rosilda, seu maior cabo-eleitoral, o ex-prefeito Ronaldo Campos (PMDB) reflete se vale a pena sair candidato a vereador na eleição deste ano, conforme havia planejado.

Banpará: concurso para advogado

O Banpará inscreve, no período de 11 a 25 de fevereiro, candidatos ao concurso público para admissão de advogado (nível 1).

O concurso destina-se ao provimento de duas vagas e a formação de cadastro de reserva. A taxa de inscrição é de R$ 85.

O salário, para 30 horas semanais, é de R$ 3.944,91.

As inscrições só serão efetivadas via internet, aqui.

O que é a mentira?

A recente análise sobre a internet em Santarém feita pelo Antenor Giovannini no Blog do Jeso suscitou comentários variados. E, dois dos comentaristas, Guarany e Lúcio, tiveram participação direta na alfabetização digital da minha família, no início da década de 80. (...)

Lúcio adiantou que a partir de abril muita coisa deverá mudar com relação a internet em Santarém. Ótimo!!!

Cético, Antenor espera que não seja história de 1º de abril, data que se comemora o dia da mentira. Mas, o que é a mentira? Para o poeta gaúcho Mario Quintana é uma verdade que se esqueceu de acontecer. Para nós, santarenos, bem melhor que ela seja uma verdade que demora a acontecer.

Temos alguns exemplos dessas nossas verdades preguiçosas: linhão de Tucurui, BR 163, cais do porto, etc.. E de outras verdades que teimam em permanecer como mentira: criação do Estado do Tapajós, o BEC vai asfaltar até Rurópolis, pleno funcionamento do Hospital Regional, fibra ótica para internet, terminal de passageiros para os ribeirinhos, etc...

Trechos do novo artigo do santareno Cristovam Sena para o blog.

[Clique aqui], para lê-lo na íntegra.

Boi e soja influenciam desmatamento

Um estudo feito pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) mostra que o desmatamento segue a flutuação do mercado de commodities, especialmente carne e soja.

A queda do preço nos últimos anos teria ajudado a controlar a derrubada nos últimos três anos. Da mesma forma, a recuperação do mercado teria impulsionado a retomada do desmate em 2007.

A ligação entre os fatores foi levantada pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. O estudo foi apresentado ao MMA pelo autor, Paulo Barreto, há algumas semanas.

Por meio de nota, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) “repudia totalmente” a ligação entre os fatores e afirma que “o grande proprietário de terras na região é o próprio governo federal, detentor de 76% das áreas na Amazônia Legal, devendo a este o ato de cuidar de suas próprias terras”.

[Clique aqui], para ler mais.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Tortura impune

Do leitor que se assina Sílvio Lira, sobre o post Polícia tortura jovem em Monte Dourado:

A impunidade está sendo corriqueira para policiais militares, que agridem cidadãos. A instituição, ao que parece, vem sendo benevolente ou omissa contra maus policiais. Como exemplo disso menciono dois casos ocorridos em Itaituba: um ocorreu há mais de 3 anos, tendo como vítima um índio, menor de idade, que foi torturado, espancado e teve a orelha queimada por um grupo de policiais que apenas ficaram alguns dias detidos e permanecem na PM.

Mais recentemente, no distrito de Miritituba, dois policiais militares espancaram e torturaram um agricultor, que ficou inválido. O agricultor não anda, fala coisas desconexas e o caso que já completou um ano. Continua impune, pois os dois policiais trabalham normalmente na PM e foram apenas transferidos para outro município.

Como as notas do blog tem sempre repercussão, espero que está possa ter uma manifestação por parte da Polícia Militar para esclarecer quanto a impunidade registrada nestes dois casos em Itaituba.

Os nomes do PT no palanque

Na coluna Repórter Diário (Diário do Pará), hoje:

Mais de 80 lideranças do PT no oeste do Pará, coordenadas pelo deputado federal Zé Geraldo, discutem até amanhã, em Altamira, a conjuntura política nacional e internacional e definem os possíveis nomes candidatos às prefeituras locais, bem como traçarão a política de aliança, as estratégias eleitorais e os blocos de atuação para as próximas eleições de outubro.

------------------

Nota do blog: Todos os prefeitos do PT na região, eleitos em 2004, são candidatos à reeleição. A única dúvida que pairava era Lenir Trevisan (Medicilância). Mas ela, inicialmente contrária, resolveu encarar novamente as urnas. Em Altamira, a candidatura a prefeito do deputado Airton Faleiro está praticamente certa.

Frase do dia

Nossa fama de desmerecer o que é nosso é um costume antigo entre os paraenses.

Carlos Meschede, empresário, rebatendo críticas à cerveja Cerpa.

domingo, janeiro 27, 2008

A leseira do cuximã

por Nelson Vinencci (*)


Enquanto figuras das encrencas do Carnaval santareno brigam - uns querem a orla, outros não; uns querem uma noite pra blocos de enredo, outros querem misturar tudo, enredo e empolgação (essa engrisilha toda parece dar um clima pai dégua para a festa popular) - o meu amigo Nerivaldo César falar na TV que abadá, agora, é cuximã.

Segundo ele, do sovaco da cobra, o bem intencionado Laurimar Leal foi quem pesquisou que os nossos índios usavam o tal cuximã. Para que mesmo? Pular carnaval! Sinceramente, não sabia que índio pulava Carnaval nas tribos.

Por isso, é meio estranho querer que o povão use a tal vestimenta porque os índios usavam. É demais. Acredito que nem tudo que é bom pra uma tribo é bom para outra. Apesar de eu ser também um índio misturado com outras raças e tribos, me recuso a usar o cuximã. Minha tribo andava sem veste peitoral, de peito aberto no tempo.

Algumas idéias realmente são sacadas boas, que dá até pra gente engolir, mas dizer que mudando de abadá pra cuximã vai mudar a cara do Carnaval da Bahia, que os blocos santarenos importaram, é brincar com a nossa cara.

Manos Nerivaldo e Paulo Costa, assumam que o Carnaval do trio e da pipoca, trazido da Bahia pra cá, é um sucesso e rende até um dinheirinho que a gente compreende. Mas não confundam bata de árabe com bunda de índio. Vendam abadás, brinquem Carnaval até o sol raiar, mas esqueça essa leseira de cuximã.

--------------------------

* Cantor e compositor tapajônico. Escreve regularmente neste blog.

Ora, bolas... trocadas

No site de Cláudio Humberto, hoje:

Ministros: ilustres quem?

O governo Lula tem tantos ministros que confunde as pessoas. Na visita de ministros à Amazônia, há dias, ouviram-se no alto-falante de Porto de Tefé (AM) "boas vindas" a "Mangabeira Júnior" e "Gilberto Mestrinho". Eram o sealopra Unger e Gilberto Gil. O ministro da Cultura deu boas gargalhadas também em Manaus, ao ser chamado de "Paulo Gil" por uma diretora da Suframa, e de "ministro Antonio Carlos Jobim" por um repórter de Belém.

Canta, Marina

Um assessor do Ministério do Meio Ambiente ficou embaraçado quando um radialista de Santarém (PA) indagou pela ausente "ministra Marina Monte".

Polícia tortura jovem em Monte Dourado

A família do estudante José Barros da Silva Neto, de 20 anos, encaminhou denúncia à presidente da seccional do Pará da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ângela Sales, na qual afirma que ele foi torturado dentro da cadeia da Delegacia de Polícia Civil de Monte Dourado, a 125 quilômetros da sede do município de Almeirim, na região do Baixo Amazonas.

A informção é do site Última Instância.

Segundo a denúncia, as torturas contra o preso aconteceram domingo passado. A vítima ficou com vários hematomas no rosto, com o olho direito roxo e inchado, ferimentos na cabeça, nos braços e muito machucada na região dos rins.

José está internado no CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital Fundação Vale do Jari, em Monte Dourado. Conforme Aldacir Filho, 27, irmão dele, José Neto teve a cabeça raspada e parte do couro cabeludo arrancado possivelmente por faca, facão ou navalha.

A família também denunciou o caso ainda ao delegado-geral da Polícia Civil, Justiniano Neto.

Zero Km

Passa bem, muito bem, a jornalista Suzane Maia (foto) depois de se submeter, com sucesso, a uma cirurgia plástica em Santarém - Clínica Albany.

Turbinou os seios, fez lipo, entre outros reparos estéticos na, digamos, carnuda lataria.

No início de fevereiro, ela promete sair da toca, para mostrar toda a sua nova exuberância.

Advogado contesta nota do blog

banner - aprovação - OAB - novo formatoDo advogado Gleydson Pontes, sobre a nota (e comentários) Sintepp e descaminhos:

Após mais de 20 de posse do Sintepp/Itaituba sobre o terreno onde está sua sede, a União ajuizou ação de reintegração de posse. Porém, cobra do Sintepp a reintegração de prédios públicos que o Sintepp não ocupa, os quais são, na verdade, ocupados por particulares que sequer foram mencionados pela União.

O Sintepp/Itaituba tem sede em prédio que construiu com autorização da Prefeitura, a quem pertencia originariamente o terreno.

A ação ajuizada não é retaliação a nenhum mandatário, mas uma decisão adminitrativa equivocada, com possibilidade de resolução por meio de cessão de utitlização do terreno da União pelo sintepp, no que aposta os seus dirigentes, e pelo que deve torcer o filiado, pois o patrimônio ali erigido é coletivo.

Quanto à afirmação sobre prestação de contas, concluo que é leviana, pois eu mesmo já estive algumas vezes em assembléias onde foram prestadas aos filiados. Não sei que convivência com as assembléias do sindicato o Sr. Anacleto tem, mas afirmar que "nunca houve" prestação de contas em Itaituba é ser irresponsável com a moral alheia, o que o direito de livre expressão não autoriza.

Por outro lado, aproveitando a preocupação exposta por este cidadão, faz bem o seu trabalho o representante de servidores que cobra e acompanha a prestação de contas de verbas públicas, não fazendo sentido nos tempos contemporâneos agumentar contra isso.

Quanto aos processos de cobrança de "salários" pelo Sintepp, os processos foram julgados favoráveis em primeira instância, juntamente com processos de outros servidores não sindicalizados que cobram os salários dos mesmos meses, os quais se encontram dispostos para julgamento em segunda instância.

À propósito, respondo pela assessoria jurídica no oeste do Pará, não sou petista, minha primeira filiação partidária ocorreu há poucos meses, no PSOL. Meu posicionamento político partidário não interfere no meu trabalho.

Quanto à avaliação de competência profissional, necessário dizer que para avaliar um serviço jurídico é preciso conhecer como um processo funciona e ponderar que a morosidade da Justiça nos julgados não pode ser simplesmente atribuída aos advogados. Confesso-lhes que é bem difícil exercer a advocacia levando em conta que celeridade não é prioridade no Judiciário. Quase sempre isso não é culpa dos servidores, mas da falta das medidas politico-administrativas necessárias.

Só pra eles?

Na coluna Repórter 70 (O Liberal), edição de hoje:

A proposta de patrocínio encaminhada pelo Remo - pelas mãos do conselheiro Arthur Carepa - à governadora Ana Júlia já passou pelas mãos do presidente do Banpará, Edilson Rodrigues, e segue para o Conselho de Administração. Para um dos conselheiros do banco, “o patrocínio é líquido e certo”, tão grande é a linhagem de remistas que idealizou, apoiou e vai decidir sobre o assunto. Melhor para o Paysandu, que não se mexeu e vai ganhar sua parte.

----------------

Nota do blog: E para o S. Raimundo não vai sobrar nada não?

Gancho de esquerda

A Prefeitura de Parauapebas levou à lona a Vale.

Ganhou ação contra a empresa por conta de royalties não pagos ao município há anos que somam R$ 460 milhões.

O prefeito Darci Lermem (PT), segundo o blog de Marcelo Marques, foi quem nocauteou a poderosa mineradora.

Cúpula do Sebrae em Santarém

Hoje, na coluna do jornalista Mauro Bonna (Diário do Pará):

Sebrae

Foco na interiorização. Hildegardo e Fernando Yamada levam para Santarém, pela primeira vez, a reunião ordinária do Conselho Deliberativo do Sebrae, no dia 29 de fevereiro. Também será entregue o Prêmio Mulher de Negócios 2008.

Em defesa da Cerpa

Do leitor Carlos Meschede, leia-se Bar Mascote, sobre a nota (e comentário) Choque no chopp:

Prezado Jeso,

Dizem que santo de casa não faz milagre. Isso me lembra nosso saudoso compositor Laudelino Silva, que compôs um samba em homenagem ao São Francisco Futebol Clube, quando o time venceu o Remo, de Belém, com uma memorável goleada de 5 a 1. Dizia a letra da música:
“Santo de casa não faz milagre/ Mas o São Francisco faz/ Deu no Remo de 5 a 1/ Se quisesse daria de mais”.

Cito esse verso, em resposta ao anônimo que desmereceu nossa cerveja Cerpa. Só o fato de ela existir enfrentando as gigantes do setor, já é um milagre de um santo de casa. Conheço agressões à marca por parte da concorrência, de estarrecer qualquer cidadão, como a campanha movida pelo então distribuidor da Brahma em Belém, logo após o lançamento da Cerpa Chopp, a primeira cerveja fabricada pela Cerpasa. Ele a colocava para gelar, transferindo-a para o sol em seguida, e depois a distribuía gratuitamente nos bares de Belém para gerar fama de que a cerveja não prestava.

Ao longo desses anos todos, ela sobrevive, exatamente porque faz uma cerveja de qualidade, não só a Cerpimha, presente nas melhores casas do ramo em todo o Brasil, quanto a draft beer, conhecida mais em nosso Estado.

Nossa fama de desmerecer o que é nosso é um costume antigo entre os paraenses. Certa vez, conversando em Salinas com o antigo dono da Paraense Transportes Aéreos, uma empresa de aviação genuinamente paraense, ele se queixou desse costume que temos, e citou algumas frases cunhadas com as iniciais “PTA” de sua empresa. Cito duas que me vêm à lembrança
agora: “Por que Tanto Atrasas” e “ Prepara Tua Alma”.

No Bar Mascote, onde trabalho, gosto de submeter à degustação de turistas não paraenses, portanto não sujeito aos efeitos da mídia, nossa Cerpa junto com outra cervejas concorrentes. Em cada 5 consultas, ela vence em 3.

Na quarta-feira passada, um turista americano, passageiro do navio ancorado em nosso porto, fez um elogio espontâneo a nossa Cerp Draft Beer, mostrando a garrafa e levantando o dedo polegar para cima. Cito também os clientes cativos, que são muitos, entre os quais o nosso saudoso José Fernando, que levantava da mesa do bar que não tinha Cerpa para vender, para ir procurar outro que dispusesse do produto.

Faço essa defesa não só por ela ser uma cerveja paraense, mas por ela estar entre uma de minhas preferidas.

Frase do dia

Uma cristã muito mais de solidariedade do que de palavras. Mulher de história e de presença cândida nos movimentos que a Fé e a Ação Social bem lhe levavam.

Auricélio Paulino, padre santareno residente em Roma, sobre a ex-primeira-dama Rosilda Campos.

Midia Alcance - valendo

sábado, janeiro 26, 2008

Prefeita fixa em R$ 35 mil o apoio ao SR

Em seu programa semanal no rádio hoje, Maria do Carmo (PT) declarou que nenhum outro prefeito de Santarém fez tanto pelo São Raimundo quanto ela.

E confirmou em R$ 35 mil o apoio que dará ao clube para participação no Parazão 2008.

Ouça a íntegra do programa.


Menos o PT

Na coluna Repórter 70 (O Liberal), hoje:

O PSDB paraense espera fechar nesta semana todas as coligações para as eleições municipais. Os tucanos contabilizam, até agora, 40% de apoios já selados. A executiva nacional liberou aliança com todos os partidos, menos, é claro, com o PT. A recomendação, inclusive, é apoiar qualquer nome forte que faça oposição aos nomes petistas.

Volta, Odair!

De Odivaldo Ferreira, de Alenquer, sobre o post US quer retorno de Odair ao PSB:

Tenho certeza com o ingresso do vice-governador no PSB ficará o caminho mais fácil para uma intervenção no PSB paraense. Vamos todos juntos mandar o ex-senador [Ademir Andrade] de volta pra Bahia!

banner - médio - esse sim - OAB

Enterro de ex-primeira-dama será amanhã

Por vontade expressa quando viva, segundo o seu filho Juscelino, a ex-primeira-dama de Santarém Rosilda Camposserá enterrada amanhã, após missa às 9h na igreja de N.S. de Aparecida.

- Ela pediu para que fosse enterrada num domingo - confidenciou a pouco JK ao blog.

O corpo de dona Rosilda está sendo velado desde a madrugada de hoje, em um salão ao lado da igreja. É grande o número de pessoas que tem se deslocado até lá para dar o último adeus a ela.

Ainda pouco estavam no local a prefeita Maria do Carmo (PT), o deputado estadual Alexandre Von (PSDB), o ex-prefeito santareno Ronan Liberal (PMDB) e o presidente local do PTB, Beto Frazão, entre outros.

Foto da semana

Foto: Ronaldo Ferreira
Inauguração da STM-Mojuí

O disputado descerramento da placa de inauguração do asfaltamento da rodovia Santarém-Mojuí dos Campos (PA-431). Ontem.

Mulher firme, cristã exemplar

Do padre santareno Auricélio Paulino, de Roma, a propósito da nota Morre ex-primeira-dama santarena:

Caríssimo Sr. Ronaldo Campos e Família!!

Neste momento sinto-me bem próximo ao senhor e de toda a família que juntos amaram e conviveram com a nossa querida Rosilda Campos.

Para quem viveu e conheceu Rosilda desde quando ela iniciou sua participação na Paróquia de Aparecida e no Movimento de Cursilho de Cristandade... Sabe que nela havia um bom e forte coração de católica, amante de Maria e iluminado pelo testemunho de São Paulo.

Rosilda: uma mulher firme, mãe-esposa-avó, missionária, ministra da comunidade, franca, organizada, otimista, responsável. Uma cristã muito mais de solidariedade do que de palavras. Mulher de história e de presença cândida nos movimentos que a Fé e a Ação Social bem lhe levavam.

Juntos, no alvorecer deste ano em sua residência, tivemos a graça e a oportunidade de pedirmos uma Bênção de Deus e proteção de Maria, um dia antes de sua viagem a Belém.

De tão grande que era o seu coração... O Coração acabou-lhe a lhe levar para junto do Pai.
Agora reina cá no meu e no coração de tantos, a Esperança e a convicção na Fé de que o Pai lhe dará a Caridade do Reino Eterno.

Recebam o meu carinho, junto com orações, na certeza da Ressurreição em Cristo.

Crédito do Basa contribui para o desmatamento, diz cientista

As facilidades de crédito oferecidas pelo Banco da Amazônia (Basa) para o setor de pecuária, tanto para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) quanto para produtores maiores, contribuíram para o desmatamento da Amazônia nos últimos cinco meses.

Estudo do cientista Paulo Barreto, pesquisador sênior do Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), indica que isso está ocorrendo porque o Pronaf empresta recursos em todo o Brasil a taxas de juros que variam de 1% a 4% ao ano, além de descontos de 40% sobre o principal para valores até R$ 12 mil.

[Clique aqui], para ler mais.

Fonte: Estado de S. Paulo

Encontro da Amut

Marcada para hoje, na cidade de Senador José Porfírio, a assembléia geral da Amut (Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica, Santarém-Cuiabá e Oeste do Pará).

A reunião foi convocada pela prefeita Maria do Carmo (PT), presidente da entidade.

Frase do dia

Será que esse aparato todo de agora é para acalmar os países do 1º Mundo que se preocupam com o desmatamento da Amazônia?

Edilberto Sena, padre e articulista do blog, sobre as medidas do governo para combater o desmatamento.

sexta-feira, janeiro 25, 2008

Irmã e mãe

Do advogado José Ronaldo Dias Campos, sobre a sua irmã Rosilda Campos, que faleceu ontem em Belém:

Caro Jeso,

Rosilda não era só minha irmã, era minha segunda mãe, com papel fundamental em minha formação. Tinha o coração tão generoso, tão grande, tão bom, que acabou sendo traída por ele, ao trocar a válvula mitral.

Conseguia, com a sensibilidade que Deus lhe deu, reunir atributos difíceis de se encontrar num ser humano, como caráter, dignidade, generosidade, carisma, humildade, simpatia, solidariedade e perseverança, sem deixar de ser perfeccionista em suas ações e obras, voltadas sempre para o bem, para o bom.

Some-se, maninha, aos demais anjos celestes, para interceder por nós. Sua bênção!

Marcha ré

No blog do jornalista Alailson Muniz:

A Infraero desativou hoje pela manhã a Torre de Controle do Aeroporto Municipal de Itaituba, que passa a ser monitorado apenas por rádio. O motivo foi o baixo número de vôos.

O aeroporto de Itaituba já esteve entre os mais movimentados do mundo durante os tempos áureos de garimpo no rio Tapajós.

Desmatamento e mais um oba-oba

por Edilberto Sena (*)


Os números são tão alarmantes que se fica até com a pulga atrás da orelha. 3.235 km² desmatados apenas nos 5 últimos meses de 2007. Mas como pode ter tudo isso contecido se desde 2005 o governo vinha anunciando a queda vertiginosa no desmatamento da Amazônia? Se estava havendo rigorosa fiscalização, como isso aconteceu assim de repente?

Aí o governo anuncia uma reação espetacular para punir os criminosos. Também aqui um observador atento fica com a pulga atrás das duas orelhas. Primeiro, os maiores desmatamentos ocorreram no Mato Grosso e no Pará. Ora, no Pará estão as mais densas florestas. Junto com o Amazonas, os dois reúnem o maior número de unidades de conservação, criadas justamente nos últimos seis anos.

Na indignação do presidente da República, a promessa de punições aos criminosos são
altamente severas. Vão de embargo de propriedade, a bloqueio de financiamentos bancários. Além disso, observe-se esta, o governo estará enviando exatamente 780 policiais federais para as regiões mais desmatadas.

Isso mesmo: o presidente está finalmente indignado e quer fiscalização rigorosa por terra, rios e ar. Fica–se com a impressão de que agora vai haver uma mobilização geral na defesa do meio ambiente na Amazônia. Parece que de repente o Estado acordou para um problema que vem ocorrendo há anos na região.

Mas, pois é, sempre um mas, por que todo esse arsenal não tem sido utilizado desde 2005, quando a quilometragem de floresta arrasada já era enorme? Entre 2002 e 2003 foram 28 mil kms² de desmatamento; de 2003 a 2004, foram 26 mil km² de floresta derrubada.

Aí o governo sentiu o peso das críticas, iniciou uma fiscalização um pouco melhor e a derrubada de floresta amazônica diminuiu para cerca de 16 mil kms² e a ministra do Meio Ambiente cantou vitória). Por que só agora quando o caldo está derramado, chega novo grito indignado do governo?

Até parece com o espetáculo federal após a morte da freira Dorothy, quando, sob pressão nacional e internacional, o governo mandou o Exército ocupar a região do Anapu. Depois que e emoção passou, os soldados foram embora e a vida continuou na rotina de sempre.

Será que esse aparato todo de agora é para acalmar os países do 1º Mundo que se preocupam com o desmatamento da Amazônia? Ou será que todo esse barulho é para justificar a privatização das florestas, através do plano de gestão florestal que já começa a ser leiloado?

Esse plano, aliás, é bem controvertido, mas assumido com entusiasmo pelo governo e a ministra do Meio Ambiente. Um plano que deixa suspeita de ser a privatização das florestas, um oficialização da grilagem que a partir disso deixa de ser grilagem, pode render alguns reais para o cofre público, mas em vez de se criar uma rigorosa guarda florestal, reforçar o Ibama. Mas não, entrega-se a floresta nas mãos da iniciativa privada.

Tudo isso são hipóteses que a sociedade precisa ficar atenta e conferir daqui a alguns meses.

------------------

* Santareno, é padre diocesano. Dirige a Rádio Rural AM e é pároco da igreja de N.S. de Guadalupe, no bairro de Nova República.

Anjo

De Juscelino, um dos filhos de Rosilda Campos, falecida ontem em Belém:

Jeso,

Ela não era só uma super mãe, era um anjo que ajudava a todos. Não perdir só minha mãe, perdi um exemplo de vida, de dedicação, amor e paz.

-----------------

Nota do blog: Imagino a tua dor, JK. É dilacerante. Faz dela, no entanto, a pedra granítica para perpetuar a memória de dona Rosilda.

Deputados querem CPI do Desmatamento

A criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Desmatamento será prioridade para a Comissão da Amazônia, Integração Nacional e Desenvolvimento Regional na volta dos trabalhos legislativos, em fevereiro.

Os deputados, que retomaram a intenção de investigar a devastação da floresta no fim do ano passado, decidiram reforçar a mobilização depois da divulgação ontem dos números recordes da destruição.

Para instalar a CPI, são necessárias pelo menos 171 assinaturas de deputados. A presidente da comissão, Vanessa Grazziotin (PC do B-AM), acredita que não será difícil convencer os parlamentares da necessidade da investigação.

"O Parlamento pode dar uma grande contribuição na fiscalização, identificação dos principais agentes responsáveis pelo desmatamento na região e nas sugestões de políticas públicas que possam minimizar o problema", afirmou a deputada, em nota divulgada hoje.

[Clique aqui], para ler mais.

Pensata do blog levada a sério

por Nelson Vinencci (*)

Eu bem que escrevi aqui no blog para o governo do Estado trazer para esta região as óperas do Paulo Chaves, ex-secretário de Cultura dos tucanos. Aquele que desprezou a cultura popular e se transformou no maior secretário de obras turísticas da Amazônia. Com hábitos da aristocracia européia, ele gostava de música clássica e bons vinhos. Na época pedi ao nosso vice-governador que trouxesse, pra nós, os espetáculos dos bacanas de Belém.

Alguém que tem poder e que acessa o blog levou a sério minha idéia e trouxe Pucchine para Santarém, não assisti o espetáculo mais os comentários é que foi um sucesso de público e de bom gosto. O local, todos sabem é pequeno para a cidade, deveria ser em praça pública, mas tem a chuva e outras coisas que sempre aparecem para atrapalhar a vida do pobre e distanciar as coisas boas do alcance de todos.

Devido a idéia semeada neste blog, e que resultou em bons frutos, quero reeditá-la para que venha mais outras óperas, orquestras, canto lírico e outros espetáculos eruditos. Isso não é jogar pérola aos porcos não. É proporcionar algo novo às pessoas, dar oportunidade a elas de conhecer novos horizontes musicais. A cidade está empestada de forró, samba, pagode, calypso, regional, bate-estaca e tudo mais.

Então, senhor todo-poderoso que acatou a idéia, continue acessando o blog e traga mais!

---------------------

* É cantor e compositor tapajônico. Escreve regularmente neste blog.

Aquino contrariou interesses, diz carta

Carta de "apoio e gratidão ao companheiro" Pedro Aquino, assinada por 40 entidades do movimento social no oeste do Pará, à frente o Sintraff (Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar), foi lida ontem à noite na posse do novo superintende do Incra/Santarém, Luciano Brunet.

- A criação dos assentamentos foi uma clara demonstração das convicções de Pedro Aquino, garantindo que essas áreas venham ser utilizadas por agricultores familiares. Dessa forma, estava evitando que as áreas da União na região continuassem servindo a especulação, com grilagem e morte de inúmeras lideranças sindicais. E tinha convicção que estas decisões contrariavam muitos interesses, que lhe renderam denúncias e articulações políticas pela sua exoneração da Superintendência. - diz o texto.

[Clique aqui], para ler a carta na íntegra.

Velório

O corpo do ex-primeira-dama de Santarém Rosilda Campos, que morreu ontem à noite em Belém, chega hoje à noite, por volta das 23h, em voô da TAM.

Será velado na igreja de N.S. de Aparecida.

Números

R$ 20 milhões. Recurso prometido pela governadora Ana Júlia (PT), ontem em sua visita a cidade, para que seja construído em Santarém um centro de convenções.

O espaço deverá ter cinema e teatro.

Fonte: Agência Pará

Gratidão

No seu discurso de despedida do cargo, ontem à noite, o ex-titular do Incra/Santarém Pedro Aquino revelou que teve apoio político de apenas duas pessoas no decorrer de seu calvário no cargo:

Da governadora Ana Júlia (PT) e do senador João Pedro, do Amazonas.

- E só - enfatizou, com todas as letras, aos presentes no auditório do órgão.

Bloco de Alter do Chão vira piada na Folha de S. Paulo

Humorista da Folha de S. Paulo, o jornalista José Simão cita hoje em sua coluna diária no jornal o bloco Eu Não Dou o Meu Cuati, de Alter-do-Chão, e um dos patrocinadores da agremiação, o senador Arthur Virgílio (AM).

Semana passada, o blog noticiou essa parceria.

O, como ele mesmo se intitular, "esculhambador-geral da República", não dormiu no ponto. Fez uma piada.

Eis a íntegra da coluna de hoje do Macaco Simão:

BUEMBA! BUEMBA! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Direto do País da Piada Pronta! Avisa ao Lobão, ministro de Minas e Energia, que não é "lâmpida" que se fala, é lâmpada!

E o líder da oposição, senador Arthur Virgílio, patrocina um bloco carnavalesco em Santarém, no Pará, que se chama Eu Não Dou o Meu Cuati! Já sei, é um dado biográfico! Rarará!

Aí junta com aquele bloco de Olinda Já que Tá Dentro, Deixa. Então fica: Eu Não Dou o Meu Cuati, Mas já que Tá Dentro, Deixa. Rarará! É Carnaval! Faltam dez dias para a Grande Festa da Esculhambação Nacional!

E sabe por que a Britney Spears namora um paparazzi? Porque são as únicas pessoas que ela conhece. Nem os filhos ela pode ver mais. Aliás, um amigo me disse que a Britney tá pior que macumba. Porque macumba a gente ainda despacha! Rarará! E dia 6 de janeiro foi Dia de Reis no mundo todo. Menos na Venezuela.

O Hugo Chávez proibiu a comemoração do Dia dos Reis Magos. Porque, se um rei só já manda ele calar a boca, três reis iam mandar ele à merda. Rarará!

E sabe por que as pessoas estão se vacinando duas vezes? Porque o mosquito é flex: pica dengue e pica febre amarela! E o bloco Pacotão de Brasília já lançou sua marchinha pra 2008: "Por que não te calas? Por que não te calas? Por que não te calas?/ Não és amante de senador/ Nem herdeira de mensalão/ Se continuar reclamando/ Vai para a prisão lá no Pará". Cruzes, isso não é marchinha, é maldição.

Aliás, lá em Brasília o problema não é de maldição. É de má dicção! Rarará! É mole? É mole, mas sobe! Ou, como diz o outro: é mole, mas chacoalha para ver o que acontece!

Antitucanês Reloaded, a Missão. Continuo com a minha heróica e mesopotâmica campanha "Morte ao Tucanês". Acabo de receber mais um exemplo irado de antitucanês. É que em Nova York, no sul do Maranhão, tem uma lanchonete incrível chamada "MACaxeira". Rarará! Parece Dias Gomes. Mais direto, impossível. Viva o antitucanês. Viva o Brasil!

E atenção! Cartilha do Lula. Mais um verbete pro óbvio lulante. "Lula": molusco que virou presidente da República. Rarará. O lulês é bem mais fácil que o inglês. Nóis sofre, mas nóis goza. Hoje, só amanhã. Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno! Acorda, Brasil! Que eu vou dormir! Eu sou sonâmbulo!

Midia Alcance - valendo

Ele disse

De Valmir Ortega, secretário estadual de Meio Ambiente do Pará, apontando a da vilã dos números divulgados ontem pelo Ministério do Meio Ambiente que apontam o estado como o 2º na lista de desmatamento.

- No caso do Pará é claramente a pecuária. Nessa região sudeste do estado, onde estão os municípios com maiores índices de desmatamento, praticamente não existe soja. Mas a ampliação da soja e da cana de açúcar no centro-sul do país estimula um redirecionamento da pecuária para o Norte. A pecuária vem sendo empurrada para a parte de cima da floresta.

Morre ex-primeira-dama santarena

Foto: jornal GAZETA
rosilda-campos.jpg

Rosilda Campos
, esposa do ex-prefeito santareno Ronaldo Campos, morreu ontem à noite. Estava com 62 anos.

Irmã do advogado e articulista do blog José Ronaldo Dias Campos, ela viajou para Belém há poucos dias com propósito de fazer, conforme orientação médica, a troca de sua válvula mitral.

Na noite de ontem, por volta das 24h, por complicações no decorrer da cirurgia, faleceu no hospital Porto Dias. Deixa órfão 4 filhos.

Rosilda foi a primeira titular da Semtras (Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social), pasta criada por seu marido.

Seu corpo ainda se encontra em Belém, de onde deve se transferido ainda hoje para velório e sepultamento em Santarém.

Em novembro do ano passado, a família Dias Campos perdeu a sua matriaca, a poetisa Maria da Glória.

Sintepp e descaminhos

Do leitor que se assina professor Anacleto Gama, sobre o post União quer terreno do Sintepp:

Vejam só que contradição, o Sintepp, que sempre apoiou o governo de Lula, se vê hoje preste a ser despejado pelo governo que tanto defendeu. Bem que coisas estranhas andam acontecendo por lá, a começar com a não prestação de contas dos recursos repassados pela prefeitura dos filiados do sindicato que fazem um montante de R$ 11.000,00 por mês, e que até o presente momento ainda não foram prestados contas.

Isso, sem falar dos aluguéis da sede. De acordo com o estatuto do Sindicato, essa prestação de contas devia acontecer a cada três meses, mas até hoje isso nunca aconteceu. Pior é a situação da presidente do Sindicato que ainda quer exigir prestação de contas da prefeitura, mas a dela ela nem sonha em fazer.

A administração municipal pagou o 14° e 15° salários e deu pra perceber aonde foi parar o dinheiro dos professores, mas agora o dinheiro dos filiados do Sintepp aqui de Itaituba todos querem saber!

Outro fato no mínimo estranho é que a atual presidente entrou com uma ação na justiça contra o próprio sindicato que preside. Coisa de Sucupira de Odorico Paraguaçu. Deve ser baseado nesses atos insanos e obscuros que o governo Lula está tentando pegar de volta o terreno doado para o Sintepp.

Frase do dia

Sou altamente a favor que não se derrube mais nenhuma árvore na Amazônia, mas tenho dúvidas totais se o desmatamento foi devido o plantio de soja.

Reinhold Stephanes, ministro da Agricultura.

banner - médio - esse sim - OAB


quinta-feira, janeiro 24, 2008

Legislação frouxa

por Edilberto Sena (*)


Uma notícia recente informa que um brasileiro cometeu um crime bárbaro lá no Japão e fugiu para o Brasil. Aqui, foi preso e condenado a 90 anos de prisão, mas só cumprirá 30 anos e, de acordo com a legislação brasileira, ele será liberado da prisão. A notícia conclui dizendo que se ele fosse preso no Japão iria logo ser morto na cadeira elétrica, já que o crime foi bábaro - ele teria matado asfixiado sua companheira e o filhinho.

Outra notícia de alguns dias atrás informa que um motorista bêbado dirigia o carro, cometeu um acidente e a vítima morreu. O motorista foi detido, pagou fiança e foi logo solto. Irá responder o processo em sua casa, enquanto a vítima repousa no cemitério e sua alma, na outra vida.

E agora, outra notícia, embora dentro da legislação corrente, mas trmendamente escandalosa. Um dos assassinos da freira Dorothy, já foi julgado, condenado e cumpria pena na prisão, mas... de acordo com a legislação brasileira, ele deixou de ser condenado porque seu advogado recorreu e terá novo julgamento que não se sabe quando.

E assim vai e vai. São milhares de casos em que a legislação brasileira é tão elástica, cheia de brechas, algumas delas bem imorais, que um advogado competente, mas não ético, é capaz de inocentar o criminoso mais cínico e cruel, desde que tenha dinheiro para sustentar o advogado.

Que situação mais vergonhosa essa dos assassinos da irmã Dorothy. Um dos condenados poderá ser inocentado em novo julgamento, caso o advogado arranje novos subterfúgios, os jurados sejam induzidos e o juiz seja também anti-ético. Tudo isso é possível no Brasil. Basta lembrar aqui os inúmeros políticos imorais que desviaram recursos públicos e não estão no presídio, uns deles continuam com cargos públicos.

Mas, como disse a notícia, se fosse no Japão ou em outro país mais democrático, a punição desses fora-da-lei seria muito rigorosa e mais justa, não necessariamente com a pena de morte.

A questão é: até quando a parte ética da sociedade brasileira vai suportar calada e omissa essa legislação frouxa e generosa com quem é criminoso, desde que tenha dinheiro?

--------------------

* Santareno, é padre diocesano. Dirige a Rádio Rural AM e é pároco da igreja de N.S. de Guadalupe, no bairro de Nova República.

União quer terreno do Sintepp

O Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará) e a União devem chegar a um acordo, via GRPU (Gerência Regional do Patrimônio da União), para o litígio jurídico-imobiliário que separa as partes em Itaituba.

Há mais de 10 anos, a prefeitura doou um terreno ao sindicato onde ele construiu a sua sede, e que abriga hoje um dos melhores (e por isso mais requisitados) auditórios da cidade.

A União, entretanto, diz ser proprietária do imóvel. E quer porque quer de volta o seu pedaço de terra. Quer tanto que ajuizou, ano passado, ação de reintegração de posse contra o Sintepp.

Neuton Miranda, xerife da GRPU, foi acionado. E jogado no peito dele a bola do impasse. Ele prometeu fazer o gol da conciliação.

Governo divulga ranking dos "motoserras"

O governo federal divulgou hoje, 24, a lista de 36 municípios prioritários para ações de prevenção e controle do desmatamento, identificados a partir de monitoramento por satélite.

Dezenove municípios - que representam pouco mais de 50% do total - estão localizados no Mato Grosso. O estado também conta com o primeiro colocado da lista: Alta Floresta, seguida da paraense Altamira.

O levantamento ainda inclui 12 cidades do Pará, 4 de Rondônia e uma do Amazonas.

Todas a propriedades rurais destes municípios serão recadastradas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e aquelas onde for constatada derruba ilegal de florestas serão embargadas.

Isto significa que não poderão vender produtos ou receber financiamentos. Quem comprar produtos dessas fazendas também poderá responder criminalmente.

A divulgação da "lista suja" e o fortalecimento dos mecanismos de fiscalização são as apostas do governo pra combater o aumento do desmatamento na Amazônia nos últimos cinco meses.

Eis os municípios que mais desmatam:

1- Alta Floresta (MT)
2- Altamira (PA)
3- Aripuanã (MT)
4- Brasil Novo (PA)
5- Brasnorte (MT)
6- Colniza (MT)
7- Confresa (MT)
8- Cotriguaçu (MT)
9- Cumaru do Norte (PA)
10- Dom Eliseu (PA)
11- Gaúcha do Norte (MT)
12- Juara (MT)
13- Juína (MT)
14- Lábrea (AM)
15- Machadinho D´Oeste (RO)
16- Marcelândia (MT)
17- Nova Bandeirantes (MT)
18- Nova Mamoré (RO)
19- Nova Maringá (MT)
20- Nova Ubiratã (MT)
21- Novo Progresso (PA)
22- Novo Repartimento (PA)
23- Paragominas (PA)
24- Paranaíta (MT)
25- Peixoto de Azevedo (MT)
26- Pimenta Bueno (RO)
27- Porto dos Gaúchos (MT)
28- Porto Velho (RO)
29- Querência (MT)
30- Rondon do Pará (PA)
31- Santa Maria das Barreiras (PA)
32- Santana do Araguaia (PA)
33- São Félix do Araguaia (MT)
34- São Félix do Xingu (PA)
35- Ulianópolis (PA)
36- Vila Rica (MT)

[Clique aqui], para ler mais.